Doode Usa Software Proprietário

Não Caia Nesta Rede!

Vitor Micillo Jr. Assume Que Rede Linux Doode Usou Software Proprietário

with 3 comments

99 Dias de Vergonha Para as Comunidades de Software Livre

Vitor Micillo Jr. admitiu que usou o software proprietário Sharetronix em sua rede, a Doode.com.br, na qual VMJ tentou manter a farsa de que havia “desenvolvido” o software e o mesmo era “100% software livre”, e com isto obter divulgação de sua rede em blogs renomados da comunidade de software livre. (Veja a história completa em meus artigos “Doode Usa Software Proprietário” e “Saiba Como o Doode Enganou o Software Livre“).

Desde o anúncio de VMJ sobre o lançamento da Rede Doode no Dicas-L em 13 de julho de 2011 () até o anúncio de que usa o Sharetronix e o mesmo não é livre, no Viva o Linux dia 20 de outubro de 2011, passaram-se 99 dias de repetidas denúncias e exibição de fatos que mostravam a farsa criada por Vitor Micillo Jr, que tentou mantê-la repetindo mentiras (veja os comentários do primeiro post deste meu blog) e medindo palavras para tentar esconder que não houvera desenvolvido o software e que o mesmo não era 100% software livre.

Isto poderia ter sido uma demonstração de que o VMJ estaria deixando de lado suas mentiras e assumindo seus erros diante da comunidade, mas não foi o que aconteceu! Veja este trecho (meus grifos):

A Doode começou utilizando a plataforma Sharetronix, quando ainda era livre. Porém, seus desenvolvedores decidiram “fechar” o código da aplicação, deixando a Doode baseada em uma plataforma que andava na contramão de sua filosofia: “uma rede 100% livre!”

Vitor Micillo Jr. MENTIU NOVAMENTE, afirmando que a versão que usou, Sharetronix 1.5 para lançar o Doode era software livre naquela época (ver post do VMJ com +detalhes sobre a versão de Sharetronix usada no Doode em outros blogs).

MAIS MENTIRAS DO VITOR MICILLO JR.!

A versão 1.5 do Sharetronix foi lançada em 13 de Julho de 2010. SIM! 1 ANO ANTES DO LANÇAMENTO DA REDE DOODE!

Mas este lançamento trouxe uma mudança, o licenciamento mudou de Affero GPL para uma licença proprietária, incompatível com as definições de software livre e open source (veja os detalhes em meu post), e isto foi colocado claramente no blog do produto (post). Desde então, a licença é proprietária. 1 ANO ANTES DO DOODE SER LANÇADO!

Vitor Micillo Jr. parece não mudar suas imposturas, mentindo novamente, chega às raias de uma psicopatia, só que trata-se de uma mentira à comunidade, uma sociopatia.

Assim, ele perdeu a oportunidade de receber confiança, mostrando que sua conduta mentirosa ainda é um risco à comunidade  de software livre.

Por outro lado, foi anunciado que a Rede Linux Social abandonou o Sharetronix também, (mas esta rede nunca mentiu que teria desenvolvido o software, nem mentiu que o mesmo era software livre). Adotaram o WordPress, e este é 100% livre. Não se surpreendam porque o VJM também escolheu o WordPress para sua nova tentativa de fazer uma rede para a comunidade de software livre.

Bem, por hora o Evangelista Precavido deve descansar um pouco…

Obrigado a todos, mesmo aos xingadores raivosos, por sua postagem, em especial pela franquesa das afirmações do pessoal da Linux Social, que discutindo francamente seus próprios dilemas, deram a real dimensão da veracidade das denúncias aqui feitas, e ajudaram a todos a entender e pensar sobre os acontecimentos.

Eu fico mais tranquilo e acho até que vou pensar em testar a solução de vocês com WordPress… sem peso na consciência … 😀

Ass:

Evangelista Precavido

Evangelista Precavido

Anúncios

Written by doodeusasoftwareproprietario

22/10/2011 às 21:11

3 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Olá prezado amigo, “Evangelhista Precavido”. Queria acrescentar a tua matéria que, mesmo antes do lançamento, VMJ já trabalhava no Doode, melhorando o código, e adicionando códigos aos quais fosse possível melhorar com Python e outras linguagem as vulnerabilidades do sistema “Sharetronix”. Como consta, esse trabalho dele se iniciou cerca de 1 ano e meio atrás, quando usou por base uma versão open-source e livre do sistema.

    Nada tenho a acrescentar mais, só achei por bem informar aos que aqui lerem. Não defendo nenhum ponto de vista, nem de VMJ, nem o ponto de vista acusador. Sou somente um transmissor de informação.

    Att,

    King Koopa

    King Koopa

    24/10/2011 at 15:15

    • Prezado amigo “King Koopa”:

      Vou ajudá-lo a ler um artigo escrito com a “novíssima” tecnologia de Hypertexto:

      Lê-se o conteúdo como um texto normal, como se fosse impresso em papel.

      MAS, quando surgem trechos sublinhados, estes trechos podem ser “clicados” com o mouse, e isto traz outro texto que estende ou complementa o conteúdo que o referenciou. Estes trechos chamam-se “links”. Estes outros textos trazidos através de um link podem pertencer ao mesmo “domínio” (vulgo “site”), ou podem ser externos, fora do controle do domínio do autor do texto original. “Linkar” o texto a páginas de outros sites pode trazer comprovação de algo que é afirmado em um texto, igual ao que se faz empregando o método científico, em um trabalho de conclusão da faculdade.

      Assim, releia o trecho em que explico o que VMJ afirmou, onde mostro que ele mentiu que usou uma versão livre no lançamento do Doode, porque ele postou em outros sites mais detalhes de suas desculpas esfarrapadas, porém “abriu a boca” demais e adimitiu qual versão usou para lançar o Doode: Sharetronix 1.5. Isto está registrado em mais de um post em tradicionais “blogs amigos” do VMJ, não em sites de “evangelistas precavidos”.

      Agora, aí vem trechos sublinhados que você deve clicar para acessar cada um destes posts para comprovar qual versão ele usou para lançar o Doode (1.5):

      TRECHO COM LINK EXTERNO PARA POST COM DETALHES DA VERSÃO QUE VMJ LANÇOU O DOODE – vai KK, clica sobre este texto sublinhado e lê o artigo completo e acha a versão 1.5 informada pelo VMJ…..

      Tá lá… o VMJ diz claramente que usou Sharetronix 1.5.

      Assim, seguindo mais links de meu post, é possível comprovar ainda mais, que no site oficial do Sharetronix, está registrado que a versão 1.5 foi lançada 1 ANO ANTES DO LANÇAMENTO DO DOODE!

      ATENÇÃO, KK, aí vem mais um link que você deve clicar – e ler – para comprovar o que digo quanto à antiguidade da versão Sharetronix 1.5:
      TRECHO COM LINK EXTERNO PARA POST COM DETALHES DO LANÇAMENTO DA VERSÃO SHARETRONIX 1.5 – vai KK, clica sobre este texto sublinhado e lê o artigo completo e acha a identificação da versão 1.5 e a data de lançamento neste post (13/07/2010)….

      O próximo link é desnecessário porque o site do Sharetronix é bem explícito quanto a seu licenciamento e além de ter páginas explicando, a licença é incluída ostensivamente com o código, MAS para saberem que isto foi bastante discutido na comunidade do Sharetronix, porque muitos usuários (gente de mais princípios e verdadeiro comprometimento com o software livre) declararam que não usariam a versão 1.5 e iriam migrar para outras opções, aí vem mais um link:

      TRECHO COM LINK EXTERNO PARA POST COM DETALHES DO NOVO LICENCIAMENTO DA VERSÃO SHARETRONIX 1.5 – vai KK, clica sobre este texto sublinhado e lê o artigo completo e acha a explicação sobre a nova licença e os comentários dos outros usuários, e verifica a data do post (12/07/2010)….

      Ok, desculpa a gozação sobre hypertexto, isto foi só pra ressaltar a idéia de que só quem não se deu ao trabalho de ler meu artigo e comprovar lendo os links, não entenderia que o VMJ mentiu descaradamente, e que as minhas afirmações são embasadas e comprovadas, não são afirmações levianas sem comprovação.

      Bem, se o problema não é leitura, então é de juízo de valor, julgamento moral.

      Então aqui vai:

      Se é difícil entender as consequências disto, foi deixar mais claro:

      – VMJ teve 1 ANO inteiro para decidir se mentiria à comunidade de software livre ou não: ELE DECIDIU MENTIR!

      – Questionado explicitamente pela Revista Espírito Livre sobre qual software usou, deciciu mentir! Disse que criou “juntando partes” de software 100% livre, mas com MUIIIIITOOOO TRABALHO….

      – Questionado na Rede Doode ele, deleta mensagens e contas de usuários que o questionam.

      – Questionado pelo “Evangelista Precavido”, ele mantém as mentiras, dizendo que criou um software chamado Doode, mesmo que isto seja vedado pelo licenciamento proprietário do Sharetronix.

      – Finalmente admitindo que usou software proprietário, tenta mentir que no lançamento o Sharetronix 1.5 era livre, tentando com esta mentira justificar porque teria afirmado usar software 100% livre.

      E se o Vitor Micillo Jr resolve fazer produtos dietéticos, tipo: sem açucar para diabéticos, sem glúten para celíacos, alimentos para vegetarianos, e resolve colocar açúcar, farinha com glúten, gordura animal, respectivamente? SABENDO QUE ESTAVA USANDO ESTES INGREDIENTE! Ainda assim não anunciaria no rótulo dos produtos?

      Está claro que ele mentiu, mente, e eu acho que vai mentir mais!

      Seu comentário só repete as palavras de negação do VMJ, desconsidera fatos comprovados de diversas fontes. A não ser que a sua leitura tenha sido “descuidada”…

      De qualquer forma, obrigado por seu comentário.

      • Olá Caro Amigo “Evangelista Precavido”, claro que li sim todo o conteúdo e nem apoio o VMJ, penso como qualquer outro que na verdade ele fez sim uma certa confusão de ideologias…

        King Koopa

        26/10/2011 at 10:46


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: